08/09/2014 às 14h04min - Atualizada em 08/09/2014 às 14h04min

Jaboti terá Fábrica Municipal de Congelamento de Frutas

folha extra

A prefeitura de Jaboti assinou dois convênios importantes com a Caixa Econômica Federal (CEF) nesta terça-feira (02) para os agricultores familiares do município. O primeiro, e mais importante, destina R$ 1,8 milhão para a construção de um fábrica municipal de congelamento de frutas. O outro garante R$ 150 mil ao município para a compra de um novo trator. 

O prefeito Vanderley de Siqueira e Silva (PSDB), o Lei da Lica, diz que a fábrica de congelamento de frutas vem para beneficiar os fruticultores de Jaboti, mas que ela também poderá ser utilizada por pequenos agricultores de municípios da região. “Queremos que essa fábrica traga alternativas para os produtores jabotienses e também das cidades vizinhas. Esperamos que sua capacidade esteja sempre no limite”, aponta o prefeito.

Jaboti tem 5009 habitantes, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Desse total, aproximadamente dois mil vivem na zona rural do município em pequenas propriedades. Ou seja, cerca de 40% da população de Jaboti vive da agricultura familiar, mais especificamente, da produção de morango, a principal cultura do município.

Sendo assim, Lei da Lica espera que a fábrica de congelamento de frutas venha a trazer mais força para o setor da agricultura familiar, o mais importante economicamente de Jaboti.

Além disso, o prefeito espera que a empresa municipal possa ajudar a diversificar a cultura de frutas no município e na região. “Queremos que nossos agricultores tenham alternativas dentro da própria fruticultura produzindo abacaxi, maracujá, manga, acerola, entre outros tipos de frutas que venham a melhorar a economia de nossa cidade”, explica.

Seguindo a mesma linha de raciocínio, o chefe do Executivo jabotiense espera que o novo trator, que ainda será adquirido pela prefeitura, possa trazer mais condições para o pequeno produtor rural do município. “Temos cerca 500 pequenas propriedades rurais e esse trator vai beneficiar a todas”, garante Lei da Lica.

 

CONTAS EM DIA

O gerente regional da CEF, Júlio César Goginski elogiou a administração municipal de Jaboti por estar com as contas perfeitamente em dia. Sem isso seria impossível conseguir os convênios, segundo ele. “O município que não tem todas as certidões negativas, que não têm as contas todas em dia, não consegue receber esse tipo de recurso. Por isso parabenizo o prefeito e toda sua administração por mais essa conquista”, diz Goginski.

Também estiveram presentes no evento de assinatura de convênios o gerente da filial de governo da CEF, Célio Américo Alves Izidoro, o gerente geral da agência de Ibaiti, Luiz Eduardo Rosa, a vereadora Elizabete Barbosa, representando a câmara municipal de Jaboti, além de representantes da população.

Guilherme Capello

fonte: Folha Extra

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »